Escola gratuita em San Diego

Ir ao Estados Unidos e fazer um curso de idioma é o sonho de consumo de muitos, porém sabemos que nem sempre vamos ter o dinheiro para as duas necessidades: A viagem aos EUA + a escola.

Porém, existe em algumas cidade (ex.:Londres, San Diego, São Francisco), um programa chamado Continuing Education e pode ser uma opção para você conseguir isso.

O programa consiste em vários cursos profissionalizantes, como: eletricista, fotografia, enfermagem e do “idioma Inglês”.

Podemos compará-lo com um SENAI que tem no Brasil. Em San Diego tem esse programa e você pode tentar fazê-lo, mas não digo que você conseguirá 100%, porque ele está bem concorrido ultimamente e é somente para imigrantes.

Como o programa funciona para estudar Inglês?

Ele é oferecido para apenas imigrantes legais no país. Para fazer é necessário apresentar passaporte e efetuar uma prova em uma unidade e após aprovado você recebe uma matrícula. É com ela que você faz a entrada na escola.

Parece fácil não é mesmo, porém tem alguns detalhes que são importantes:

  1. A inscrição é somente feita lá na hora, não tem como agendar ou fazer aqui do Brasil;
  2. Você pode escolher a unidade, mas vai depender de ter ou não vagas na unidade escolhida;
  3. Não entra com visto de estudante, porque é um programa de cursos profissionalizantes para imigrantes. No site diz que e proibido a entrada para vistos B1 e B2. Eu fui aceita na época e meu prazo era de seis meses de permanência, mas só fiquei 30 dias porém não tenho como garantir a sua entrada; Não sei qual é o prazo que eles consideram como morando nos EUA.
  4. Com o visto de turismo você consegue fazer apenas seis meses que é o máximo que conseguimos ficar legalmente nos EUA com visto de turismo para quem mora no Brasil. Se você não for do Brasil terá que ver a regra de visto do seu país para os EUA .

Como é a escola ?

A escola funciona em várias unidade espalhadas pela cidade. Sua infraestrutura não é precária, mas é simples sem muito luxo. Algumas unidades foram reformadas como é o caso da unidade de Mesa College Campus. Tem laboratório de informática com diversos programas para atividades com o idioma. E podem ser frequentado todos os dias em vários horários, mas somente haverá avaliações no horário em que você for registrado.

Nas salas de aula o número de alunos é grande geralmente 20 alunos.

Os alunos são pessoas pobres da cidade e geralmente imigrantes (russos, chineses, mexicanos e brasileiros). As aulas são ainda com retroprojetor, porém o material usado são os livros da Cambridge, mas como é para pessoas carentes você ao final de cada aula deve devolver o livro. Se você tiver interesse pode comprá-los na livraria do City College*. Uma coisa engraçada na escola é que ainda tem aqueles apontadores de lápis elétricos.

Vantagens:

  • É  gratuita;
  • Você pode escolher um horário fixo e assistir os demais;
  • Tem aula e matrículas o ano todo.

Desvantagens

  • Se você quer pacotes com descontos para alguns passeios e cidades vizinhas, nesta escola você não terá;
  • Também se você está interessado em entradas para festas. A escola também não fornece;
  • As vezes pode ocorrer de não ter vagas na unidade escolhida, então terá que ir mais longe;
  • Você não tem como garantir sua vaga, pois vai depender da aceitação do seu passaporte e se terá vagas. Esse é o único inconveniente. Você pode chegar lá e não encontrar vaga.

Como se matricular?

A matrícula só é feita lá no país, não da para fazer com antecedência.

Chegando aos EUA dirija-se a uma unidade da escola e verifique qual o dia e horário, da prova inicial (registration and testing), de seleção, do programa. Às vezes essas informações ficam fixadas nos murais das unidades.

No dia marcado após seu passaporte ser aceito. Você fará uma prova para avaliarem qual é o seu nível de inglês. Feito isso você poderá escolher e verificar a disponibilidade de vagas na unidade escolhida.

Após a matrícula você recebe um cartão com seu ID, um número em que você utilizará para assistir as aulas no laboratório. Algumas provas também necessitam desse número.

Os documentos solicitados foram: primeiramente o passaporte e posteriormente a avaliação indicando o seu nível de inglês.

Demais informações

O site  do San Diego Continuing Education clique aqui.

Página com tudo sobre o programa clique aqui.

Para a compra dos livros o local fica na livraria (Bookstore) dentro do City College. Clique aqui para conhecer o site.

Endereço:1313 Park Blvd, San Diego, CA 92101, Estados Unidos.

Livros utilizados pela escola.

Livros utilizados pela escola.


//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});



Categorias:San Diego - CA

Tags:, , , , , ,

13 respostas

  1. Olá, suas informações vão me ajudar muito, pois tenho planos de ir para SD no próximo ano e iniciar na Continuing Education. Tenho algumas dúvidas, se puder me ajudar:
    – Eu corro risco de não conseguir vaga na Conutinuing Education?
    – No site da escola diz que pessoas com o visto B-2 (turista) não podem fazer o curso, porém no seu post diz que é necessário o visto de turista. Como funciona o processo de admissão?
    – Você passou por essa experiência? Se sim, como foi para você?

    Muito obrigada,

    Karen

    • Olá! Karen é um prazer poder ajudá-la.
      – Sim, corre o risco de ficar sem aulas. Pois não existe como garantir a matrícula de antemão. Porém se conseguir que tenha aulas e o seu passaporte seja aceito. Você fará uma prova pra avaliar seu inglês e eles te encaixam em uma turma. Eu também fiquei preocupada na época. Procure chegar no começo do mês.
      – Eu entrei em 2013 no mês de setembro(um mês carregado de turistas) e consegui vagas. Ah única coisa, que pode acontecer a você é não conseguir uma vaga em uma unidade no centro ou próximo do local de sua estadia.
      – Quanto ao visto! Vai depender da quantidade de horas que você escolher. Se for o dia todo! Sim, você vai precisará do visto de estudante, mas isso é igual em escola particular. Em 2012 fiz embassy com visto de turismo, por conta da carga horária.
      -Eu gostei muito da escola gratuíta, estudava de manhã e assistia as aulas à tarde e a noite como ouvinte, mas não fiz amigos. A maioria das pessoas são bem pobres e geralmente são idosos e pessoas casadas. Não tem aquela Vibe de galera, de local para network e fiquei apenas um mês.
      Vai depender do que você está procurado.

      • Claugrunow,
        Muito obrigada por todas as informações!!!!
        Deixa eu entender você ficou apenas um mês estudando lá? Em relação ao visto de estudante, não consigo esse visto através da escola, certo? Vou com o visto de turista e lá tenho que trocar o visto conforme a carga horária?
        Quanto você conseguiu avançar no inglês durante o período que ficou lá?
        Existem moradias mais baratas ou gratuitas para estudantes?

        Desculpe por tantas perguntas…rsrsrssr

        Muito Obrigada!!!

      • Isso! Eu fiz um teste para ver como funcionava. Um ano anterior fiquei em escola particular meio período e a tarde fazia à gratuita. No ano seguinte fiquei somente na gratuita. E conheço alguns amigos que ficaram seis meses, que é o máximo que o visto de turista permite. Foi bem produtivo e melhorou muito meu inglês.
        Quanto ao visto de estudante você precisa de uma matrícula para consegui-lo, portanto não conseguirá este daqui do Brasil. Você pode tentar mudar o seu visto lá no consulado brasileiro que fica em Los Angeles, mas não tenho certeza da facilidade do mesmo e também parece que você precisa comprovar renda de $7.000,00.
        Considero suficiente o horário de meio período na escola gratuita para quem quer unir o útil ao agradável (passear e estudar).
        Outra dica é você fazer o que fiz no meu primeiro ano, como expliquei no primeiro parágrafo. A vantagem de fazer a escola paga meio período é que existem opções mais baratas nas repúblicas de estudante (respondendo a sua terceira pergunta), pois, parece que existe um convênio com as escolas particulares. Tentei fechar reserva por fora da república Jstreet, mas estas sempre estão esgotadas. O Vantaggio e o JStree mencionado no post “Onde se hospedar em San Diego” é um ótimo lugar para ficar, mas sempre estão lotados a menos que você consiga através de uma escola particular. Entre neste post vai ter os links destas repúblicas, encaminhe e-mail a eles e os questione as disponibilidades de vagas, mas já aviso de antemão não é fácil. Segue o link do post que falei. Precisando é só perguntar!🙂
        https://claugrunow.wordpress.com/2014/02/17/onde-se-hospedar-em-san-diego/

  2. Desculpa, mas ainda não entendi se é possível fazer a matrícula com visto de turista. No site, eles dizem que turistas não são atendidos pelo programa, mas conheço pessoas em outras cidades que se matricularam com visto B1/B2. Em San Diego é possível também?
    José Anailton Galdino

    • José Anailton
      Desculpe a demora! O blog estava passando por umas reformulações e fiquei ausente por um tempo.
      Respondendo a sua pergunta eu melhorei o texto deste post para esclarecer melhor as dúvidas dos leitores.
      Realmente no site tem a informação de que não é aceito os vistos B1/B2. Em San Diego fui aceita em 2013 apresentando o passaporte, mas não tenho como garantir que isso também ocorrerá com outro turista e que as regras não mudaram.

  3. Claugrow, primeiro queria agradecer pelo blog, está sendo muito útil.
    Estou planejando passar algum tempo em San Diego no primeiro semestre de 2016, mas não tenho muita grana, então essa escola gratuita parece ser uma opção.
    Fui informada, entretanto, que esse curso é apenas para estrangeiros que moram lá, e não turistas. Queria saber, eles pediram algum endereço fixo seu lá? Não falaram nada sobre seu visto de turista? você disse que morava lá mesmo ou que estava de passagem?
    Muito obrigada mesmo!!

    • Olá Alice
      Desculpe a demora! Eu melhorei o texto para facilitar aos leitores e responder sua dúvida.
      No momento da matrícula foi solicitado apenas o passaporte e questionado o tempo de permanência meu, no país, não foi solicitado nenhum comprovante de residência. Isso não quer dizer que hoje seja igual. A minha matrícula foi feita em 2013. Pode ser que com a grande demanda de brasileiros na cidade haja mais rigor na entrada.
      Espero ter ajudado!

  4. Oi Clau tudo bem?
    Muito obrigada pelas informações. Vou para San Diego ano que vem e quero estudar na SDCE.
    Uma dúvida que eu gostaria de tirar. Na hora da matrícula, eles pediram só seu visto? Nenhum comprovante de residência, etc? Não falaram que vc era turista e te “barraram”??
    Abraços e muito obrigada.

  5. Oi Clau! estou com a idéia de ir fazer o programa, gostaria saber quando começa o curso! obrigada

    • Olá Isabella!
      Não existe uma data limite, o que existe é uma prova para ser feita onde eles irão identificar em qual nível você se enquadrará, após a verificação do nível eles lhe encaixam nas turmas disponíveis. Isso se houver vagas. Geralmente começa no meio do ano e em julho, mas todo ano tem aula e provas sendo feitas. Você apenas terá que verificar a data da prova (somente no local) e a disponibilidade de vagas indo lá pessoalmente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: