Ilha do Cardoso

No caminho de barco pelo mar, botos saltavam, exibindo as nadadeiras e se exibindo num lindo balé sincronizado. No mesmo instante um casal de pássaros vermelhos (guará) cruza o céu. Ao acompanhar os pássaros meus olhos encontram a ilha que respira. As nuvens sobre a mata e esta verde enchem meus olhos, coração e boca para dizer que esse lugar vale muito à pena conhecer.

O Pôr do Sol apaixonante da Iha do Cardoso. Photo by Claudia Grunow

O Pôr do Sol apaixonante da Iha do Cardoso.
Photo by Claudia Grunow

Misture a essa natureza pessoas receptivas, festinhas todas as tardes e noites com forró ou sambinha e uma certeza de que o lugar é de paz. Pronto está completo!

Bar do Rodrigo onde foi apelidado de Woodstock. Photo by Claudia Grunow

Bar do Rodrigo onde foi apelidado de Woodstock.
Photo by Claudia Grunow

Esta ilha é um parque estadual, um paraíso localizado no litoral Sul do estado de São Paulo. Ela é grande, mas são poucos os lugares com habitantes. Eu fiquei no Marujá, uma pequena comunidade onde se concentra 62 famílias dando um total de mais ou menos 300 moradores. Eu sei é pouca gente, mas isso faz dela ainda mais especial.

Por ser um parque estadual existe algumas regras:

  • Para visitá-la existe um número máximo de visitantes em torno de 1000 ou 1200. Aproximadamente, isso nas temporadas (Ano Novo, Carnaval, Páscoa e festa da Tainha);
  • A infra estrutura é simples, sem redes de hotéis, mas você tem área para camping e nas casas dos moradores você terá pousadas e restaurantes;
  • Passeios deverão ser tutorados com um Guia que você contrata no centro de visitantes;
  • Na ilha somente bicicletas. Carros ficam em Cananéia em estacionamentos particulares. Não existe balsa para transporte de veículos;
  • Para chegar a ilha somente de barcos pequenos a motor ou escunas.

Essas regras na verdade existem em prol de não danificar, modificar ou interferir no meio Ambiente.

Clique nas fotos abaixo e venha se divertir com mais esse roteiro . Descubra o que a Ilha do Cardoso tem a te oferecer.

  Resumindo é um lugar onde as pessoas ficam mais leves sem preconceitos e luxos. Um lugar de ruas de terras, mas belas paisagens. Onde você irá conhecer quase todos os moradores. Onde o Beto e o Celestino são donos da balada. Um lugar que não tem internet, telefone, mas todo mundo se encontra. Onde você não tem medo de ser assaltado. Enfim… Um lugar onde a sua riqueza é à sombra de uma árvore e seu objetivo maior é dançar até o dia clarear.

Ser rico é ter uma sombra para relaxar. Photo by Claudia Grunow

Ser rico é ter uma sombra para relaxar. Photo by Claudia Grunow



Categorias:Ilha do Cardoso, São Paulo

Tags:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: