Serviços e informações – Ilha do Cardoso

 

Aqui você vai encontrar as principais informações e dúvidas sobre a Ilha do Cardoso. Leia é bom para evitar surpresas!

Apretechos importantes

  • Lanterna: Pois não tem luz nas trilhas e ruas a noite;
  • Protetor solar;
  • Sapatos para trilha;
  • Dois chinelos: sempre um arrebenta;
  • Guarda Sol;
  • Algo para deitar debaixo das árvores: Esteiras, tapetes ou até uma colcha.

Repelentes e afins

Pernilongos, muriçoca, mosquito pólvora (Vulgo porvinha) ou Maruim e Mutuca ou Butuca esses são os insetos que povoam a ilha. Para se livrar das picadas só passando repelente e depois de picado alguma pomada para aliviar.

Para ajudar a amenizar, as investidas dos mosquitos, uma alternativa é tomar vitamina B12 uns 15 dias antes de viajar, mas claro verifique se não vai lhe causar efeitos colaterais e se é indicado pelo seu médico.
Também tem a alternativa ecológica como pulseirinhas de citronela ou não usar nada, mas eu nem indicaria, pois você pode ficar até doente de tantas picadas e você também é um ser em extinção.

Estabelecimentos

Não existem supermercados, bancos, lojas ou outros estabelecimentos do gênero. Se tiver algo que você não vive sem (nutella, granola, etc.) ou algo de extremas necessidades (absorventes, preservativos, remédios, etc.), leve, pois você até pode conseguir quando um barqueiro for a Cananéia, mas até lá…

Importante

Os estabelecimentos do local não aceitam cartão de nenhuma espécie. Então leve o dinheiro necessário para seus gastos.

Basicamente você irá gastar com comida e com bebida. A bebida as pessoas costumam levar, mas eu não indicaria. Se possível compre na comunidade nos bares, assim você os ajuda, pois ele tem somente as temporadas para garantir o sustento para o ano inteiro. Pense nisso! Se os moradores forem embora vai ficar faltando um pedaço desta ilha.

Telefones

Dificilmente pega algum celular, muito menos internet e não existe Wi-fi nos estabelecimentos da ilha. O que tem é um telefone comunitário e também alguns estabelecimentos fornecem ligações, mas o preço é mais caro.

Photo by Claudia Grunow

Telefone Comunitário Photo by Claudia Grunow

Centro de informações turísticas

Só o caminho para chegar ao centro de informações já é um passeio turístico. Trilhas estreitas com matos dos dois lados e o tilintar dos pássaros incessante, faz você se sentir num mundo de fantasia, parece que a qualquer momento vai aparecer um coelho falante.

É importante você ir agendar/contratar passeios e também conhecer um pouco na teoria como é a ilha. Quando visitei tinha fósseis de animais da ilha e uma coisa que me chamou bastante a atenção foi uma parede cheia de lixo. Isso mesmo, de lixo! Porém é lixo do outro lado do mundo que como eu gosta de viajar e veio passear aqui! Pasmem! A latinha que você ficou com preguiça de descartar em lugar apropriado vai poluir não somente o local que você está, mas o mundo.  Por isso lembre-se que você pode fazer parte do tsunami no Japão que foi graças ao aquecimento global incluindo a sua latinha… Rsrs

Photo by Claudia Grunow

Photo by Claudia Grunow

Brincadeiras a parte o negócio é sério e aproveito essa espaço para gritar “PAREM DE JOGAR LIXO NAS PRAIAS”.

Posto de saúde

Está sendo construído. Sem previsão para finalizar. Leve sempre um kit de primeiros socorro e os remédios que precisar.

Luz

A ilha não tem luz elétrica. Somente solar e gerador, mas existe umas regras para moradores usarem. Durante o dia se tiver sol é usado a solar e a noite é ligado o gerador, mas este só fica ligado até as 02h00min AM. É bom! Assim você aprende a economizar e se desprende de pranchinha, secador ou barbeador e vive a vida mais relaxada. Humm adoro os relaxados!

Restaurantes e Bares

Tem vários o que eu mais gostei foram:

Restaurante do Tônico

Um simpático menino chamado Gabriel atendia e além do prato dia você tem o comercial que tem arroz feijão, salada e peixe frito com ou sem molho de camarão. Comida simples, mas deliciosa, cheirosa… Muito cheirosa. 

Lanchonete do Vlad

Aqui destaque para os sucos naturais servido em canecões. Chegar depois de um sol escaldante e se abrigar na arejada lanchonete ao som de Bob Marley e tomar sucos sempre frescos e geladinhos não tem preço. Fora os sucos também é servido lanches.

Photo by Claudia Grunow

Photo by Claudia Grunow

O Ambiente é adorável para ficar horas bebendo e jogando conversa fora.

O Bar do Beto

Este bar é junto com o Bar Recanto do Marujá. Não cheguei a almoçar, mas gostei dos lanches. O bar do Beto é a balada da noite. Entre no post O que fazer na Ilha do Cardoso ? e veja mais informações a respeito.

O Bar do Rodrigo

Este é o local para comer pastel e que sempre tem forró à tarde. Parada obrigatória para todos que estão na ilha. Eu indico comer o pastel como pagamento pela música já que não tem cover artístico e você não irá se arrepender.

Restaurante Sabor Caiçara

Aqui destaque para as Tapiocas. O simpático rapaz chamado Bruno faz as honras da casa, mas já vou lhe avisando… Ele já tem namorada. Rsrsrs

Outra Opção

Se mesmo depois destas opções você quiser assar um peixinho.  Você tem a opção de comprar peixes ou frutos do mar com os pescadores da região. Em frente à pousada da Dona Evalina tem sempre um pescador vendendo.

Pousadas

Como já mencionei em outro post esta ilha, por ser um Parque Estadual, tem um limite de pessoas em épocas de temporada. Normalmente 1000 pessoas. Além disso tudo que vai ser construído precisa passar por várias áreas para ver se pode ou não construir. A solução foi fazer das casas dos moradores pousadas e restaurantes. Mesmo assim existe um limite de 500 leitos e 270 barracas. Por mais esse motivo as reservas em épocas de temporada devem ser feitas com bastante antecedência.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eu falarei da pousada em que fiquei hospedada. Porém a ilha tem outras e também tem os locais para camping. Caso você queira pesquisar mais lugares de hospedagem, entre no site de Associação dos Moradores da ilha.

Pousada Recanto da Ilha

Esse é nome oficial, mas nós chamamos de “Pousada da Dona Evalina e Seu Aroldo”. Eu a classificaria como ótima!

Segundo pesquisa de pessoas que frequentam a ilha há sete anos ela é considerada a melhor da ilha, mas também já foi indicada no guia 4 rodas.

Simples, mas confortável, funcional e limpíssima - Pousada da Dona Evalina -Photo by Claudia Grunow

Simples, mas confortável, funcional e limpíssima – Pousada da Dona Evalina -Photo by Claudia Grunow

A infra estrutura é boa tem chuveiro quente e banheiro para todos os quartos. Uma copa grande onde é servido o café da manhã e onde a tarde dá para ficar jogando ou conversando.

Crianças brincando em dia de chuva - Photo by Claudia Grunow

Crianças brincando em dia de chuva – Photo by Claudia Grunow

A comida é ótima e também a limpeza do local. Sempre está tudo limpinho inclusive os quartos e banheiros. Limpeza e arrumação impecável.

O senhor Aroldo tem barco a motor e faz passeios ou fretes.

Em frente à pousada tem uma grande árvore (chapéu de sol ou Folhagem) não muito alta que proporciona uma grande sombra. Em dias ensolarados ela fica cheia de pessoas em redes ou cangas espalhadas pelo chão.

Telefone da Pousada: (13) 3852-1198 e (13) 3851-3486.

Como chegar na ilha ?

Saindo de SP de carro

Vai pela Regis Bitencourt BR 116  e após a cidade de Registro você entra no sentido que vai para Pariquera-Açu até a placa que diz: Cananéia. Chegando Cananéia você terá que deixar o seu carro nesta cidade e fretar o barco para Ilha do Cardoso. Quanto mais pessoas mais barato fica. Esse passeio também pode ser fretado com antecedência. A duração do passeio de Barco uns 45 min. de lancha.

Saindo de SP de ônibus

Só tem uma empresa a Intersul e sai do terminal Barra Funda. Quanto a horário e preços verificar na própria empresa. Ou no site do terminal aqui.

Telefone: 55 + 11 3392-7566 ou 55+ 11 3392-6499



Categorias:Ilha do Cardoso

Tags:, , , , , ,

4 respostas

  1. Lugar maravilhoso, já fui milhares de vezes e não me canso de voltar. Vale muito a pena!
    Claudia você descreveu perfeitamente está ilha. Parabéns pelo post.

  2. Meu!!! muito bom esse post, já tinha procurado varias vezes matérias falando sobre o maruja e nunca tinha achado nada, parabéns mesmo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: